Combate às pragas animais nos Açores é ineficaz
Publicado em 16 de Maio, 2015

O PSD/Açores considerou que o Governo Regional “já perdeu tempo demais sem agir eficazmente” no combate às várias pragas animais que afetam o arquipélago.

“Está na altura do Governo Regional agir, pois há um conjunto de problemas graves e que prejudicam diretamente as pessoas, sendo que a situação dos ratos é de longe a mais preocupante”, disse o deputado Luís Rendeiro.

O social-democrata afirma que a situação atingiu “um ponto de não retorno e está, de facto, descontrolada, com a questão dos ratos a liderarem esse conjunto de problemas, e a agravante de serem portadores de doenças, como a leptospirose, que infelizmente já vitimou muitos açorianos, sobretudo ligados ao setor agrícola”, adianta.

Luís Rendeiro lembra que, em devido tempo, o PSD/Açores apresentou na Assembleia Legislativa uma proposta “para a criação de uma Estratégia Regional de combate às pragas, que foi aprovada por unanimidade, ou seja mereceu o acordo de todas as forças partidárias e mandatava o Governo Regional para desenvolver todos os estudos e ações de combate às várias pragas, como os ratos, as gaivotas, as térmitas, ou até mesmo algumas aves cujo crescimento está descontrolado”, refere.

“Mais do que nunca, o Governo Regional tem de se apressar e implementar essa estratégia. O Governo já perdeu tempo demais e em causa está a saúde das populações”, alerta Luís Rendeiro.

O deputado reforça que “já passou tempo suficiente desde essa aprovação unânime em plenário, e reforço que a aprovação unânime de uma proposta da oposição não é frequente. Entretanto assistimos a um conjunto de queixas, quer das Associações Agrícolas, quer até da Associação de Municípios, que vêm ao encontro do que estava plasmado na nossa proposta. Continuam a faltar respostas eficazes de quem nos governa”, conclui.